Sementes de Cânhamo

Sementes

Nome Científico: cannabis ruderalis
Disponibilidade: in stock
Referência: W01712
Marca: Rota das Indias®
Categoria(s):
Sub-Categoria(s):

Embalagem:
Por favor escolha...     
    Quantidade:
    Escolha uma embalagem
      Pretende comercializar os nossos produtos na sua loja? Aqui.

    Partilhe:

         

    Sementes de Cânhamo

     

    As sementes de cânhamo são a semente da planta da marijuana (cannabis sativa), mas não tem THC, por isso a sua utilização é totalmente segura.
    As sementes de cânhamo são um superalimento com propriedades que o vão deixar mais saudável.

     

    Proteína de Cânhamo – 25% das sementes de cânhamo são proteína , o que faz delas um excelente suplemento para desportistas
    Aminoácidos essenciais – as sementes de cânhamo contém 21 aminoácidos, 9 dos quais o corpo humano não consegue produzir. O óleo de cânhamo fornece todos os aminoácidos essenciais.

     

    O consumo de sementes de cânhamo ajuda a produção de albumina sérica e globulina. E porque a produção destes dois compostos é importante?
    A albumina sérica é a albumina mais abundante no plasma humano. Entre outras funções a albumina sérica é responsável pelo transporte das hormonas e dos ácidos graxos aos sítios certos.
    Globulina – contêm a maior parte de anticorpos no sangue.

     

    Por isso quando o corpo sofre alguma agressão externa, estes dois componentes precisam de estar em forma para poder combater as ameaças externas e ajuda a manter os níveis da albumina e globulina correctos.
    A melhor forma de garantir que o nosso corpo tem os aminoácidos essenciais para produzir globulina é ingerindo alimentos ricos em proteínas globulinas, tal como as sementes de cânhamo.

     

    Os ácidos graxos são essenciais para o crescimento, vitalidade e bom humor. As sementes de cânhamo são compostas por 35% de ácidos graxos, compostos por 55% ácido linoleico e 25% alpha-linoleico. O corpo humano não consegue produzir estes dois ácidos gordos.
    As sementes de cânhamo descascadas, apesar de ter menos fibra do que as sementes com casca, conseguem ter mais aminoácidos.

     

    Os ácidos linoleicos e alpha-linoleico são essenciais para converter a comida em energia. A falta destes dois ácidos gordos no nosso organismo pode causar problemas cardiovasculares, problemas de pele, pele seca, problemas nós rins, arritmia cardíaca. O ácido linoleico também contribui para a redução de problemas cardiovasculares, aumenta o HDL (colesterol bom), ajuda na prevenção do cancro da mama, sintomas de depressão e pré-menstruais.

     

    As sementes de cânhamo também são ricas em antioxidantes, minerais, entre os quais fósforo, cálcio e ferro, vitaminas A, C, D , E é fibras.

     

    Como comer sementes de cânhamo?

     

    As sementes de cânhamos são recomendadas a todos e pode ser uma boa fonte de proteína para vegetarianos, desportistas e crianças.

     

    Existem 5 formas gerais de ingerir as sementes:

    •Inteiras
    •Trituradas
    •Farinha de cânhamo
    •Óleo de cânhamo
    •Leite de cânhamo

     

    O seu sabor semelhante a noz torna-as num grande complemento a diversas receitas.

    A proteína de cânhamo deve ser ingerida em cru para os seus ácidos gordos essenciais não se transformarem em ácidos gordos trans, prejudiciais para a saúde.
     Estas podem ser polvilhadas nas saladas, batidos, iogurte e cereais. Também podem ser utilizadas em pó de proteína, manteiga ou gelado, poderá ainda ser adicionado ao tofu, pão, bolos e waffles.

    Contudo, uma das maneiras mais simples de consumir proteína de cânhamo é em batidos ou sumos. A proteína de cânhamo faz excelentes batidos, misturada com frutas ou iogurtes. Também se mistura bem em sopas já cozinhas quando já estão mornas e em patés.

     O óleo de cânhamo é uma boa opção para adicionar a qualquer prato culinário visto que tem um sabor suave. Este pode ser utilizado em diversas receitas: húmus, molho para saladas ou vegetais.

     Mais uma vez, devido ao seu elevado índice em ácidos gordos essenciais, não deve ser aquecido porque o calor irá destruí-los. No entanto, pode ser adicionado a todos os alimentos retirados do calor, para melhorar o seu sabor e índice nutritivo.

     

    Uma outra forma de aproveitar toda a riqueza nutricional do cânhamo é confecionar leite das suas sementes.

    Como fazer leite de cânhamo:

    Ingredientes
    1/2 copo de sementes de cânhamo
    3 copos de água, pano para coar

     

    Modo de preparação
    1.Num liquidificador misture as sementes durante 90segundos com a potência máxima.
    2.Com a ajuda do pano, coe o leite e no final pressione o pano para aproveitar ao máximo a polpa das sementes.
    3.O leite de cânhamo pode ser guardado entre 3 a 5 dias no frigorífico.
     
    De forma a aproveitar a riqueza nutricional do cânhamo, no mercado começam a aparecer alimentos confecionados a partir das suas sementes. Uma das novidades são barras energéticas à base de sementes de cânhamo e frutos.

     

    Dose diária recomendada:

    dose diaria recomendada proteina canhamo

     A dose diária recomendada para a população geral são 20g por dia, aproximadamente 2 colheres de sopa. Para desportistas, pode ir até aos 40g por dia.

    O produto que selecionou têm a(s) seguinte(s) Indicações:

    O produto que selecionou é oriundo de Índia

    O modo de produção do produto que selecionou é Convencional, sem Certificação Biológica, mas de qualidade Superior.

    Cânhamo - cannabis ruderalis

    Produtos Relacionados


    Anterior